sábado, 18 de fevereiro de 2017

O mendigo pregador

Capitulo 3 Final

Ola. Não sou o mendigo pregador que escreve nesse caderno mais. Sou o amigo dele. Não se assuste, mas ele não morreu ou está doente. E sim está muito bem. Me deixou a Bíblia que foi do pai dele e partiu com o casal que deu o este caderno a ele. Ele um dia ia escrever mais sobre suas memorias, mas o casal veio falar com ele e pegar o caderno e devolver depois de um dia. E ele entregou. No outro dia vieram eles, emocionados, com um sorriso no rosto, ele não entendeu a reações dele, mas comentou comigo: " Acho que se emocionaram com a minha historia, mas é nada demais." Eu olhei para ele e fiz sinal de não. Pois eu mudei por causa dele. Eu comecei  ater coragem de ir atrás dos meus familiares e pedir perdão, estava arrependido de verdade, e fiz uma promessa a mim, e a Deus que eu ia mudar.
Não tive tempo de dizer isso pois os jovens perguntaram a ele certas coisas, que parecia que só ele sabia. Assustado ele começou a chorar e pegar suas coisas. O casal me deu o caderno chorando e disse: " Escreve ai que aconteceu e que vamos contar. E use esse caderno para os outros que estão na rua, inclusive você. Mostre o que aconteceu com o "mendigo pregador" e pode acontecer com qualquer um. E nos somos os filhos da moça que ele ama, e nossa mãe depois da morte do nosso pai, anos mais tarde nos disse sobre ele, nunca o esqueceu, a amizade e anos mais tarde a descoberta do amor que ela tinha por ele, e quis procura-lo mas ela soube o que houve com ele e com a doença que ela tem não permitiu procurar ele, e nos resolvemos procurar ele. Com ajuda e apoio dos familiares  e amigos dele da cidade que ele e minha mãe moravam, contratamos um detetive que encontrou ele aqui nessa cidade grande. E viemos busca-lo, e para ter certeza que era ele fizemos essa do caderno e confirmamos e vamos leva-lo para ver minha mãe e os que espera ele na cidade deles. Pois estamos morando la, nossa mãe quis assim achando que ele ia voltar para antiga casa dele e assim ate agora não aconteceu. Por favor escreva sua historia e compartilha esse caderno."
Quando eu escutei isso concordei e afirmei que ia fazer, e a promessa que eu fiz, me fez agir também, chorando despedi dele, do "mendigo pregador", o frade na porta da Igreja viu e sorriu e estava emocionado. E assim eles foram embora. Eu peguei e fui na Igreja e procurei o frade e fiz uma pergunta: "Ola, Frade o senhor viu?". Ele me respondeu com sinal de cabeça que sim, e ele colocou a mão no meu ombro chorando e disse: " Eu conhecia ele, quando ele tentou ser frade e viu que não era isso que Deus queria pra ele, só que ele não lembrou de mim, e sabia que ele passava e amava, e todos esses anos insisti ele fala o motivo dele estar nas ruas e assim chorando me conto sua historia, e eu falei nada. Quando veio um detetive perguntando dele aqui, pois ele já tinha uma ideia que ele poderia estar aqui eu ajudei ele e mostrei de longe. E assim o detetive levou a informação aos dois. Dei uma força ele, a mãe deles esta muito doente, e a família dele e os amigos estavam perdendo a esperança de encontra-lo vivo e Deus mostro a eles que ele ta bem vivo e ajudando os outros mesmo sendo um mendigo, assim como ele me disse um dia." O frade saiu e eu fiquei na Igreja e fiz uma reza e oração, os outros mendigos souberam disse e foram também, e ate os mendigos que não acreditava em Deus e os outros que eram de outras religiões fizeram o Pai Nosso e a Ave Maria , para nosso amigo que nos deu esperança, o: "O mendigo pregador".

domingo, 12 de fevereiro de 2017

Um conto de terror 2

A casa  mal assombrada continua....

Um dia chuvoso, uma moça  na estrada esta com o carro quebrado procura ajuda para alguém arrumar-lo. Ela decidi procurar uma casa. Em contra um sitio, e nele uma casa da época dos escravos. No portão encontra um aviso: Cuidado quem ousou entrar aqui nunca saiu o mesmo. Aqui a verdade se mostra, e gera dor.
Ela ignora esse aviso e entra.  Ela avista a casa e vê luzes acesas.  Bate na porta e nada. Ela desisti ao virar as costas e dar dois passos a porta se abre. Ela se vira e uma menina de olhos claros pergunta:
_ Ola, pois não?
_ Oi, tudo bem? Olha meu carro esta quebrado e estou sem sinal no meu celular, posso entra aqui e ligar para alguém? Vocês tem telefone ou celular não é?
_ Sim, eu tenho um telefone.
_ Que bom, posso? E você disse só você, está sozinha?
_ Sim, só eu moro aqui.
_ Como assim? Quantos anos você tem?
_ Tenho 10 anos.
_ E mora só? Cade seus pais?
Um silencio fica, a menina aponta para o celular e sai. A moça não entendi, mas ela estava muito mais preocupada com o carro que com a menina solitaria, mnão impedia de ver que ela parecia alguém que ela conhecia e estava ali só. Ela pensou em ligar primeiro e depois levar  a menina. Ela entra na sala e vai no telefone antigo, e liga alguém atende e fala que seu carro está quebrado e precisa de concerto e esta num sitio ela vira e pergunta o endereço a menina, mas a porta está fechada e a menina não está mais na sala. Ela vê uma carta antiga e o no envelope o endereço da casa e diz ao moço do guincho e com espanto ele diz:
_ Meu Deus não tem casa nenhuma ai nesse lugar.
_ Como? Tem sim e tem uma menina aqui.
_ Não tem moça, me fala aonde está o carro e vá la e me espera, e digo e repito não tem casa ai, você se confundiu.
O telefone corta a ligação ela diz:
_Alô? Alô , alô.
Ela se espanta e em um piscar de olho, a casa novinha parece velha e ela, se assusta e sai correndo para a porta da sala que estava aberta, mas ela fecha e bate  na porta e cai no chão. Ela sente algo duro e pequeno, ela ve ossos de bebe ao chão, vê frascos de remédios que ela se lembra de ter usado uma vez. E uma voz diz:
_ Mamãe, mamãe? Se lembra de mim?
Ela levanta e grita. Bate na porta e grita por socorro e nada, a voz dela diminui e a baterna porta ela sente dor na garganta, é como se a batida na porta estava era batendo na própria garganta. Ela ouvi um choro de bebe. E uma lembrança vem a mente dela. Cenas dela aos 16 anos drogada, e decidiu fazer um aborto da sua filha para atingir seu namorado e seus pais. Ela chora. A Menina volta e diz:
_ Mamãe? Porque? O que eu te fiz?
A mulher chora, e ajoelha. Sem voz ela faz sinal de que está arrependida e pedi perdão. A menina sorri e some. A casa também, e ela vê o envelope e está escrito abra.
Ela pega e e abre e nela tinha uma carta escrito:
  Cuidado quem ousou entrar aqui nunca saiu o mesmo. Aqui a verdade se mostra, e gera dor. E a sua dor for ter tirado a vida de um anjo e não se arrependeu disso até agora, você ja foi perdoada por ela, mas você deve se perdoar agora.

E ela pega a carta e guarda e volta ao seu carro  e o guincho a esperava.

quarta-feira, 18 de janeiro de 2017

A Garota perfeita

Capitulo V

Patrizia chega no local, e antes não encontra e de longe vê ele sentado no banco, esperando ela todo tímido mechendo suas pernas ele a vê e diz:
_ Ola! - com um sorriso.
_ Ola, esperando a muito tempo?
_ Não, quis chegar primeiro, hehehee!
_ Gostei disso, coisa de cavaleiro hein! heheeh
_ Sim, eu sou né!
_ Raro encontrar uai!
_ Sim, mas não sou tão cavaleiro, tento ser. - ele sorri.
Ela sorri. Ela senta ao lado dele e da um abraço e um bjo no rosto. Ele fica vermelho na hora, ela percebe e começa a rir.
Ele meio irritado, pergunta:
_ O que foi - em uma expressão seria.
_ Nada você ta vermelho como um pimentão.
_ Não é para tanto, desculpa meu comportamento.
_ Sem problemas - e ela ri mais.
Ele só da um sorriso. Então se falam um pouco sobre o que fizeram no dia. Ele faz um convite:
_ Vamos ao cinema agora? Tenho dinheiro aqui para nos vermos um filme, me desculpa mas a pipoca só você vai poder comer, pois não como quando vou ver filme.
_ Okay pode ser.
Eles levantam e começa a andar, mas ela se assusta. Ela ve um casal e ele olha para o casal e a ela e pergunta:
_ O que houve?
Ela fica em silêncio e depois fica triste...

O mendigo pregador

Capitulo dois


Depois que comecei a me habituar a vagar por ai pedindo e recebendo vários não, chingos e poucos sim. Parei em uma cidade grande, e nela comecei a morar numa praça que tinha uma bela Igreja. Vi a missa e como era católico, mas não tão praticante senti a necessidade de ver a missa as vezes. E assim fui la e conversei com o padre, que a minha sorte era um frade franciscano e me deixou ver a missa e me deu uma bronca pois, ele disse que todos padres deixam, mesmo eu estando na condição que estou.
Na praça fiz amizades. Uma delas, era um homem, que disse que perdeu sua vida por causa das drogas e festas, que chegou a roubar dos pais e irmãos e viu que estava no fundo do poço e assim procurou tratamento e conseguiu se livrar da drogas, mas a vergonha dele foi tanta que não quis volta logo para a casa e assim passou a ser um mendigo. Me viu sentado e pedindo e falando os versículos da Bíblia e assim passou a me chamar de: O mendigo pregador.
Ele percebeu que eu ainda tinha meu celular e me perguntou por que ainda tinha ele e como não me ligaram. Respondi a ele que guardei o chip. Gostava de escutar as musicas que tinha e ver as fotos que tinha nele, que eram imagens de Santos, fotos dos meus pais, amigos, as paixonites que tive e da moça que eu amava.
Com o passar dos anos o meu celular ainda funciona, mas ta muito velho, e por milagre ainda funciona, eu e outros mendigos estamos vendo a missa pela porta, alguns ate vão comungar, o frade tenta descobrir sobre mim a cada missa que eu vou, mas eu falo pouco e ele me vira e fala:
"Tenho paciência e um dia você vai falar, tenho fé em Deus que alguém, ou quero dizer muitos se lembra de você. Assim como Deus não esquece." Ele aponta o dedo em meu coração.
Sim de fato ele tem razão, Deus me livrou e livra os meus amigos de varias, sinto a presença Dele ao meu lado mesmo sendo um pecador e mendigo, e sinto a presença da Virgem Maria, sinto cheiro de rosas quando rezo e oro antes de eu dormir.

O mendigo pregador

Capitulo Um

Não sei como vou começar, mas um jovem casal que me deu esse caderno, me disse para começar o que aconteceu para eu estar aqui.
Lembro que depois da morte da minha mãe aos 74 anos e do meu pai 7 meses depois dela aos 70, me abateu a doença que ela tinha, uma depressão, mas não era forte, e na época estava trabalhando não lembro aonde e em que, sai do emprego e tímido não consegui  arrumar outro trabalho e a minha tristeza aumentava e alguns amigos e parentes que eram muito próximos me ajudaram, e não tinha conseguido namorar e casar, só os rolos e foram poucos, e quem eu amava não estava mais na minha cidade, tinha mudado para uma cidade grande, de uns 500 mil habitantes ou mais, e acabou a faculdade la e soube na época que ela tava namorando um rapaz gente boa e do bem e estavam planejando casar, isso foi a irmã dela e a prima que me disseram quando me viram na praça no centro da minha cidade. Depois de um tempo que soube disso, a depressão minha teve um auge que decidi vender a casa e não vendi o sitio que estava dando uma renda depois que deixei por porcentagem aos meus primos da roça. Meu contrato tava acabando, e pediram para renovar e eu disse que ia pensar, mas ja estava decidido a fazer. Peguei a chave da minha casa fiz 3 copias e entreguei 2 a dois amigos e uma ao um primo de segundo grau que era alem de parente um amigo, e ele sentiu algo, mas disfarcei, peguei umas economias no banco, dinheiro guardado de anos de trabalho e do sitio e assim me despedi dos amigos e parentes, todos, falei que ia viajar mais iria voltar rápido. Mas era mentira. Fui primeiro na cidade da moça que me eu amava, e tinha pegado o endereço com a irmã dela e assim chegando la, vi ela e seu noivo de longe, e escondido levei meu pesamento a Deus e deixei minha oração e reza a ela e depois que terminei ela olha na direção que eu estava e da um sorriso, depois fica triste e em duvida e começa a dar passos a minha direção, então eu corri.
Parei em frente a uma lanchonete e pedi um refrigerante, e tomei. Fui na rodoviária e viajei a varias cidades, ate que o dinheiro chegou no ponto que eu queria.
Comprei uma mochila, uma pasta de dente, uma escova de dente, um pente, um bom tênis, meia, uma calça, uma camisa, e uma blusa e peguei a Bíblia que deu ao meu pai e eu estava carregando e assim como gostava de São Francisco de Assis, fiz uma oração e reza e pedindo a ele proteção junto a Deus e a Virgem Maria, comecei a andar, aonde eu ia pedia comida e a cada pedaço de pão que pedia e ganhava eu dava a pessoa uma leitura da Bíblia e quando não ganhava também, e pedia a pessoa se ela tivesse lendo um jornal para eu depois eu ler.

quinta-feira, 5 de janeiro de 2017

Caos! IX

Caos! IX

Ano 2032

Outubro


Estou ferido! Acho que vou morrer, a moça que estava comigo, me traiu!
No começo do mês, tivemos uma discussão, e meu jeito intolerável acabei fazendo coisas erradas.
Não vou falar as coisas erradas, contarei se eu sobreviver....
Estou muito ferido, agora que consegui ter um tempo de escrever nesse "mensario"....

quarta-feira, 18 de março de 2015

Caos! VIII

 Caos! VIII

Ano 2032

Setembro

A moça que eu salvei no mês passado, está comigo, ela é de fala pouco, e me disse algo que deixo sem esperanças, as criaturas voltaram e mais fortes,  houve uma mutação, e está no ar, quem for fraco imunologicamente e se a pessoa morre o vírus reanima o cadáver, e não sabe o tempo disso, os sobreviventes estão mais com medo, e o Bando da Noite não acessa mais as TV, agora volto como tudo quando houve a terceira guerra mundial. O ocorrido que salvei ela, era final de agosto, e em junho e julho que eles conseguiram religar os sinais de TVs, mas no vigesimo quinto dia de agosto as criaturas voltaram e em peso.  Ela disse que o essoal continua falando morto-vivo, zombie,  e eu nem ligo, falei pra ela. Mantenho a minha fé em Deus e na minha religião, apesar que nem sei que houve...
Estou pensando em deixar ela em algum lugar com pessoas boas, prefiro ser assim, só, sei me virar mais e não fico preocupado como era antes de tudo isso. Lembro que me preocupava atoa com as pessoas que nem gostava, ainda mais com aquelas que eu gostava. Na redes sociais entra nos perfis e via se tinha algum filha da puta tentando iludir as garotas que eu tinha interesse, e fica puto com isso, paranoia subia a mil. Naquela época as pessoas estavam malucas, esquecendo cade vez mais de Deus, e hoje vejo  menos isso, vejo pessoas rezando, e pedindo mais ajuda de Deus, quando são atacadas pelas criaturas, ou pelos bandidos.
A jovem um certo dia virou para mim e fez uma pergunta:
_ Ei, porque você me salvou?
Fiquei espantado, pois ela perguntou para mim como sem acreditar que estava ali viva e lembrando das pessoas que ficaram para atrás e morreram.
Eu olhei para ela com olhar simpático e alegre , e disse:
_ Eu te ajudei, porque ainda sou católico cristão, acredito em Deus, mas me arrependi, no que pensei quando vi seus amigos zombarem de mim na estrada, pois desejei a morte deles ou que acontece algo, e no meio deles vi você que não aprovou a atitudes deles...
Ela me interrompeu:
_ Você - disse ela com voz alta - nos viu sofrer e não fez nada - ela se levanta e pega um pau que estava na fogueira.
Eu me levantei, segurei no coldre e no revolve que tinha conseguido naquele mês. E disse:
_ Se acalme, por favor. Deixa eu explicar? Você acha que eu sozinho iria conseguir algo? Seus amigos estavam bebados e drogados, foi um milagre não aparecer as criaturas antes. Eu peço - falei pausadamente e devagar - abaixe isso.
Ela olhou nos meu olhos com raiva, vi o ódio dela naquele olhar, e aos poucos ela abaixava o pedação de pau e os olhos dela ficavam tristes. Ela se senta e olha para mim e diz:
_ Eu... eu... sabia que aquilo iria acontecer um dia... Eu queria sair deles, mas por causa da necessidade de proteção eu ficava com eles, la. Sabia me virar e me defender um pouco, e no começo a maioria se mostravam gente boas, mas vi as mascaras deles cair...
Ela só ficou triste e não chorou...

quarta-feira, 24 de setembro de 2014

Caos! VII

Caos! VII

Ano 2032

Junho, Julho e Agosto

Estou numa pequena cidade, não sei ao certo a localização,  mas descobri que existem muitos sobreviventes, e me disseram que  o Bando da Noite  se encontra na cidade vizinha, que armam algo. Me falaram que há outros bandos, que tem ideologias adversas , desde de religiosa  ate  política. Mas o bando da noite é a junção dos vários grupos radicais de extrema direita que já existe antes da terceira guerra mundial, e existe um grupo de esquerda e vários religiosos que combatem o Bando da noite. Parece que as criaturas estão sendo caçadas e o vírus que fizeram no a mutação está sendo curado, e mulheres grávidas infectadas no ultimo meses dão a luz a filhos sem os vírus e depois falecem. A rumores que a população mundial continua pouca e os governantes sobreviventes chamam os sobreviventes civis e militare e falam para criar comunidades cooperativas como as deles e fornecem armas para se defenderem, e manda um militar  experiente com sobrevivência pra ensinaram técnicas de guerras e guerrilhas.
Eu peguei informações e poucos de suprimentos nesta cidade e fui embora. Com a moto que tinha pegado no evento de maio,  ando mais que a pé,  aprendi na marra e achei livros de mecânica aonde  passava  a arrumar ela e fiz ela mais silenciosa sem perder a força e velocidade alta da custon. Consegui mais armas, e tava andando desviando dos lugares aonde encontrava as criaturas e os bandos.  Era eu e Deus e nada mais.
Durante  Junho e Julho minha vida foi assim. Mas como sempre disse e peguei essa supertição de minha falecida avó: Agosto mês dos desgostos! Rezei  mais que nos últimos meses, mesmo fugindo dos locais aonde eu sabia que ia ter confusão, eu achava, muito mais que eu achei ate agora. Esse ano de 2032 é ano de mudanças, ouvi dizer dos cristãos como eu que é um sinal de Deus da volta de Jesus. Não sabia que falar, mesmo acreditando eu estava sem fé e sem esperança de algo. Acreditava, mas não como antes, a cada morte e horror que via, a minha humanidade ia embora. Lembrava do tempo de criança que era inocente, que não conhecia a maldade, se a via eu tinha tanta inocência e fé que logo a maldade saia de perto de mim. E hoje?  Hoje depois de ver que a internet tinha, de ver as violência, das guerras, de participar de uma guerra e quando jovem queria muito isso e acabei me arrependendo. Odeio a minha raça, que  em nome de algo que acham ser o melhor pra eles matam, roubam, se exibem, se vendem, se entopercem com drogas e bebidas. Sim! A humanidade não mudou muito depois que houve, continua pior que antes, a diferença que não temos mais net e TV, mas parece que estão já conseguindo volta com a TV, mas logo o Bando da Noite usa para fazer suas propagandas de alienação e medo. Muitos aprenderam com a guerra e esse vírus, mas são como pequenos bandos de patos que quando voam para ensinar e ajudar os outros são mortos ou se afastam quando ouvem o primeiro tiro do caçador. O mal continua e anda mais forte que nunca, e temo por mim mesmo, de eu me transforma numa dessas pessoas que gostam da  maldade, do terror, das injustiças e perversidades.
Vi um grupo que fazia parte do Bando da Noite, atacar um grupo de jovens, e pegaram os rapazes e os fizeram ver eles estruparem as garotas e depois a matarem, mas isso só foi o começo, que não posso falar que fizeram com eles depois das garotas mortas... ( choro e riso sarcástico) Eu vi aquilo e não fiz nada, não ajudei como tinha ajudado o senhor,a esposa e o rapaz no mês de maio, eu só olhei e sentia nojo deles e de mim, por não fazer nada e querer fazer o mesmo que eles, estava me transformando num mostro pior que as criaturas. O grupo de jovem antes me viu e zuou na estrada no mesmo dia, eu via que bebiam, se drogavam e tinha relações sexuais nos carros  em movimentos, isso eram três carros, não ligavam se tinha criaturas perto ou o bandos, e desejei que um destes encontra se eles e assim aconteceu.
Depois que o Bando da Noite saiu, vi uma moça morena clara, baixinha sair de la, estava ferida, conseguiu se esconder  e não ser vista no meio das porradas, tiros, e estrupos e.... Ela correu e via na minha direção eu parado tive medo que ela me visse e grita se, mas algo mais forte e inteligente dentro de mim, agiu sem eu ver, escondi quando ela passou peguei ela, já tampo a boca dela, e ela tentava gritar e esperniava, logo disse a ela: “ está bem”. Disse isso umas sete vezes e ela acalmou...

sexta-feira, 15 de agosto de 2014

Caos! VI

Caos! VI ( Especial: Segundo diário.)

2014 e 2015: Janeiro a  Agosto.


Depois de o vírus sumir parcialmente. Tensões no Oriente Médio e no Leste Europeu no começo fizeram que EUA e Rússia ameaçasse a lançarem seus arsenais nucleares. Isso até no meio do ano de 2014.
Focos do vírus depois de agosto apareceu e os conflitos e tensões diplomáticas sumiram por um tempo e depois do vírus espalhar e ser contido no final do de 2014. As velhas tensões aumentaram e no começo de agosto de 2015 o fim começou. As ameaças dos EUA e Rússia saíram das palavras e começaram a terem ataques convencionais que culminaram na guerra que o mundo temia: A terceira guerra mundial.
O resultado foi que o vírus que pensávamos ter acabado sofreu mutações e infectaram muitos dos sobreviventes da guerra nuclear!

domingo, 8 de dezembro de 2013

Caos! V

Ano 2032

Maio


Nesse mês passei maus bocados, nem vou lembra  todos, mas lembrarei um.
Estava a procurar alimentos num velho supermercado, chegando lá encontrei pessoas que já estavam pegando alimento, e elas logo sacaram suas armas, apontaram na minha direção, eram umas 3, um casal e um jovem, o casal parecia ter acima de 35 anos, e o jovem uns 17 anos.
O Jovem aparecia assustado pois ao apontar a arma, ele estava tremulo e tinha uma postura tensa. Eu logo já falei:
_ Calma, eu só vir aqui pegar uns alimentos, umas rações e etc, estou sozinho, não ando em grupos, as vezes eu dou um apoio e suporte para que não sabe sobreviver bem.
O jovem ao escutar eu dizer isso logo parou de tremer e os três abaixaram suas armas e fizeram sinal de positivo.
Eu peguei e fui na minha missão e eles continuaram na deles.
Passado  uma hora eu já tinha achado o suficiente, ao sair do local, percebi que os três já tinham ido embora, fui andando para meu esconderijo e no meio do caminho vejo o Bando da Noite parados, logo me escondi e fiquei atrás de umas arvores e matos observando, eu por sorte estava distantes deles e assim peguei meu binoculo e olhei e tinha uns cincos do bando, e no meio deles se encontravam os três do mercado, o mais jovem estava sangrando, tomou um tiro na perna o casal nada tinha só o ajudava, estavam curvado diante do jovem ajudando parar o sangramento e faziam sinal de proteção, curvado e com armas em punho, o pessoal do Bando da Noite olhavam e riam tão alto que eu escutava, eu já suspeitava que as criaturas devam ter escutado. Eu não tive escolha saquei meu rifle de precisão e ajustei a mira e graus e esperei que fizessem mais alguma coisas contra eles, um do bando logo aponta a arma pra o homem mais velho, eu logo calculei o vento e atirei na cabeça do cara e vi os miolos do cara cair em cima dos três que estavam no chão, os outros do bando assustado já olham para minha direção, nisso já testava com a mira em outro deles e acerto bem no coração, e na minhas contas faltavam três do bando, o homem  no chão que estava assustado com o sangue e miolos do outro teve uma reação que nunca tinha visto antes, ele atira nos outros três do bando da noite um ele acerta na nuca, o outro acerta na cabeça, o terceiro se virou no tempo dos dois tiro e levou um tiro no maxilar e assim caíram mortos dois e o terceiro agonizando, eu corro pra lá e o senhor assustado aponta e atira em mim a minha sorte que só escutei o estalo, que as balas acabou, eu paro e falo:
_ Sou eu, que estava no supermercado, lembram?
O Jovem no chão lembra e faz que o senhor abaixe a arma abaixando com a mão dele juntos.
a  senhora, chora e continuo a dizer.
_ Vão pega um carros deles e as armas e fujam, as criaturas devam ter escutado os barulhos, vão! - eu gritei no final.
Ajudei com o garoto colocando no carro e por sorte sempre carrego remédio e achei uns antibióticos e antinflamatórios no supermercado e dei o necessário pra eles.
O senhor me chega e diz:
_ Foi você que atirou neles lá? Nos dois que morreram?
_ Sim, fui eu, não tive opção, ou era eles ou nos que ia morrer, mas iria ser todos, pois as criaturas vão chegar e conheço esse bando, não iram te matar e sim fazer vocês sofrerem e gritar e eles iram deixar vir as criaturas e logo deixariam vocês para as criaturas.
_ E por isso que eu perdi a fé nas pessoas, mas meu rapaz por causa da sua atitude de nos ajudar eu vi uma luz de esperança.
Eu sorri e eles foram rápido, olhei e vi as criaturas vindo e assim eu vi uma moto harley, peguei olhei rápido se tinha muita gasolina e assim tinha mais da metade do tanque dei partida e fui. Andando pensei no que ele disse...
Eu já tinha perdido fé na humanidade, desde dos meus 15 anos ou menos e por ver tanta dor ate agora perdi a fé na minha espécie, mas nunca em Deus, posso pecar por não ter fé e gostar d aminha espécie mas mesmo nessas situação que estamos não vou me torna um animal como muitos que estão por ai, e hoje eu vi que o ser humano está evoluindo!

sábado, 2 de novembro de 2013

Caos! IV (Especial: O primeiro diario!)

Ano 2014

Fevereiro á Dezembro


Hoje é o primeiro dia depois que o vírus se espalhou por maior parte da cidades do mundo. Aqui nas cidades pequenas esta um caos, pessoas se matando por pouco, e eu e meus pais estamos se arrumando para ir na roça, temo por meus pais, pois estão com saúdes frágeis, demais, e eu achando que ia fazer o vestibular ou o tal enem esse  ano né ... ( risos tristes).


Passado algumas horas chegamos ao sitio dos meus tios , os outros tios por parte de pai, não sabemos, eu liguei para meu primo que mora numa cidade meia grande do estado de SP, logo ele arrumou um jeito de vir para aqui, na minha cidade, acho que foi anos de jogos de terror ne (risos).  Os outros não nem sei aonde estão, mas antes do meu primo desligar o celular ou acabar a bateria dele ele disse que estão bem.
O exercito entrou em ação para conter o caos, e parar os saques,  e eu mesmo com uns defeitos que tenho decidir ajuda, a nação viu que precisava de muitos eu decidi ir, meus pais e tios não deixaram, mas insistir e eu parti. E eu com dificuldade cheguei ao Tiro de Guerra da minha cidade e de la me mandaram rápido para uma cidade maior para ter treinamentos de sobrevivência e um pouco de tiro, e assim passou 7 meses e  com dificuldades eu recebi um uniforme, acho que não foi por meu desempenho em corridas por eu estar meio sedentário, mas por falta de opções e graças a Deus eu tinha uma habilidade que eles precisavam a de atirar bem, não era um foda, mas tirava bem. E a outra habilidade era a paciência e saber das pessoas, souberam disso e aumentaram isso em mim, a minha capacidade de analisar as pessoas.
Em novembro eu fui a primeira missão, descobriram bandidos que aproveitaram o caos de algumas cidades, e  assim foram lá para mandar ou aumenta o terror, e o vírus que estavam ai parece que diminui a infestação, mas isso se mostrou depois de alguns meses que o vírus teve uma mutação. Disseram que o vírus  existia  desde do ano de 2013 e as guerras que tiveram nesse ano fizeram que eles testassem uma aldeia , isso foi no final do ano, num país do Oriente Médio! Estamos a beira agora de uma guerra mundial. Final de dezembro depois de muitas missões, deram uma folga e eu vou volta para a casa o caos foi amenizado, mas ate quando?

quarta-feira, 18 de setembro de 2013

Caos! III

Ano 2032


Abril


Entre o ultimo mês ate agora, houve muitas coisas, fui obrigado a sair muito nas ultimas semanas, vou falar o que foi mais urgente como ir na policia da cidade que eu encontro, o caminho era longo, então escolhi ir a pé mesmo e não sei dirigir direito, mas era melhor ir a pé, pois o carro ia chamar muita atenção tanto de bandidos e das criaturas.
Na policia encontrei uma arma 9 mm e munição pra ela que se eu for inteligente em não desperdiçar vai dura muito e muito tempo. Mas acabo usando pois acabo matando um animal quando saio da cidade para ir em outra, e assim mata minha fome, por incrível que pareça existe animais e maioria que existe não foi afetados pela radiação nem doença, eu acho que foi que criaram uma imunidade em relação a doença, já cheguei a ver alguns animais meio deformados por causa da radiação. Mas algumas regiões distantes existem animais normais, aonde a radiação não chegou, ou nem vai chegar, essas cidade que eu procuro, aonde tem poucas pessoas e assim é mais fácil eu conseguir sobreviver.
Você deve perguntar, se eu não fico com alguns grupos de sobreviventes? A resposta eu vou revelar quando assim eu conseguir ter forças para dizer. A pouco tempo depois de ter arrumado a arma, consegui me livrar de ser pego por bandidos e criaturas, eu fui no posto da cidade fui pegar remédios que precisam, fui com cautela, chegando lá vi dois bandidos fazendo o mesmo, que eu, como percebi que eram bandidos? Simples andavam com uniformes e suas armas eram mais potentes, e exibem algumas atitudes de bandidos, procurando sempre as coisas acima de dois, e sempre possuem, uma arma principal de forte calibre, uma secundaria, tipo pistola e facas, alguns tem ate granadas, pois depois que houve a guerra mundial alguns logo foram nos quarteis pegaram o que restavam, e saíram loucamente atirando e matando tudo que vê. Continuando, eu consegui me esconder e esperei eles saírem, mas logo percebi que estava já escurecendo e assim eles também, logo saíram, mas por serem bandidos, antes pegaram o que podia e arrumaram um cadeado e correntes trancou a porta aonde eu entrei, minutos depois que saíram escutei tiros, de repente vi que as criaturas estavam perto do posto, tive que toma uma atitude, consegui pegar alguns medicamentos e algumas coisas uteis e assim procurar uma janela que poderia sair mais seguro e assim conseguir sair, por uma janela de um consultório que estava perto de um pequeno pátio e assim conseguir me safar, mas na rua estava cheio de criaturas e assim eu tive que arrumar uma distração, no posto antes tinha visto uma luz de emergência e assim voltei e liguei ela, as criaturas foram logo para frente do posto e tentaram abrir a porta e eu sai pelo fundos. Graças a Deus eu consegui escapar e ter uns medicamentos e etc.

terça-feira, 10 de setembro de 2013

Caos! II

Ano 2032

Março



Hoje é dia 25, e só consigo escrever no diário, uma vez por mês, os afazeres acaba tomando meu tempo, mas vou da uma resumida.
Semana passada fui obrigado a enfrentar quatro bandidos, a minha sorte que não estavam armados, e eu só fiz eles ficarem feridos, três ficou desmaiado e um meio desorientado, mas  eu consegue fugir e os deixaram eles lá  pra as criaturas o pegarem, ou outros bandidos mais experientes ou os bandidos intitulado "O Bando da Noite" que são o mais agressivos e conseguem se manter com melhores armas e dentro deles existem ex militares, bandidos, policiais e pessoas que foram normais mas com a situação que surgiu fizeram eles se tornarem verdadeiras maquinas de matar, roubar e etc.
E você deve estar se perguntando: e você?
Eu sou um lobo solitário, as vezes ajudo umas pessoas como chamavam na minha adolescência, na época dos jogos eletrônicos os famosos: noobs. São muito inocentes e ingênuos, passo o necessário há eles, e por incrível que pareça sempre acho alguém que acha que sabe como se virar, sobreviver. Mas na verdade só tem o instinto que fala mais alto, não usam o conhecimento e logica, só o instinto e pouca razão, muitas das vezes agem com a emoção, não são frios bastante.
Eu, não faço questão de atirar em bandidos, mas eu analiso e vejo com poucas palavras se o bandido por exemplo é alguém perigoso ou não. Os bandidos que me atacaram semana passada tive que usar pouca força, pois percebi que estavam mais com fome que interessados em me matar como um do  Bando da Noite, que você já sente o cheiro que saem deles, um cheiro de desespero, com tristeza, raiva, odeio, orgulho e egoísmo. Poucos deles possuem a diplomacia e esses já que falam os termos, caso contrario os outros atacam como lobos atrás de sua presa, mas em vez de querer você querem o que você possui e o principal sentir o prazer de ver alguém sofrer e sentir dor.
Devo me ir, por enquanto não houve imprevisto como mês passado, quando fui interrompido a escrever, e alias preciso achar um lápis melhor e novo esse esta muito ruim.

Caos!

Ano 2032

Fevereiro

Anos se passaram depois da Terceira Guerra Mundial que teve seu inicio em 2014, com as crises que ocorreram em 2013 no segundo bimestre deste ano. Mais de 3/4 do mundo está em ruinas, pessoas que não foram afetadas pela radiação se escondem e sobrevivem como podem, e os que escreve nesse diário sou um deles, tento achar comida, todo dia, só saio de manhã e a tarde, pois a noite fica mais complicado, com os bandidos que existem, e....


( Barulho na porta aparecem, ele vai verificar, com uma das mãos uma katana, e na outra um revolver 38 com o tambor cheio, devagar ele abre a continua escura da janela e nada vê na rua, vai  e outras e nada encontra, de repente aparece uma sombra com formas humanas, ele corre diminui a luz de seu lampião e fica espera. Passa 2 horas e ele vai verificar o ser se foi embora, e assim consta que foi e volta ao seu diário!)

Escutei um barulho tive que verificar, vi umas das criaturas que ia falar, acho que estavam tentando entrar, alguns chamam eles de zumbis, mas para mim são criaturas, pois já vi algumas de tipos diferentes, depois da guerra mundial que houve, a radiação e alguns vírus  que sofreram mutações geraram varias doenças e assim apareceu essa que fazem pessoas a se tornarem "zumbis". Tive que esperar  ele sair, eles são bem persistentes, se escutam algo vão logo aonde que saiu o barulho, e se virem alguma luz a noite faz a mesma coisa sobre  o barulho, ai mantenho cortinas escuras e madeiras nas janelas, assim evitarem eles e os bandidos.
A sobrevivência nesse tempos anda difícil só a fé que me mantem firme, fico de dois a 5 meses no mínimo num esconderijo e assim tento sair dele de dia para evitar as criaturas e arrumar mantimentos, munição e um local melhor.
Bom depois de fica acordado muito tempo acho que vou dormi umas 4 horas para pode busca algo de manhã!

quarta-feira, 20 de junho de 2012

A Garota Perfeita

Capitulo IV

O "personagem"  e Patrizia Vera  tinha gostos em comuns,  e muitos. Continuando o dialógo:
Patrizia Vera digita no seu msn, com medo da resposta:
" Poderia nos encontra né?"
" Sim,  aonde podemos..." -
  ele da uma pausa e ela por digitar mais rapido.
" Pode ser na Lagoinha?."
" Pode ser sim uai, que horas é ,melhor pra vc?"
" Bom pode ser la pelas 5:30."
" Ta bom uai, xau tenho que dormir, ops esquecendo que dia?"
" Pode ser domingo?"
" Pode sim, xau e fica com Deus!"
" Xau e fica com Deus! Inté viuuu"
Ele se despediu do seu primo e foi dormir, ela tbm saiu do seu pc. Ambos não consiguiram dormi direito pensando  na conversa que teve. Pensando nas impressões que passaram um para um.
 No sabado, o "personagem" não para de pensar na  garota maravilhosa, com extrema dificiuldade, ele fala pro seus pais que aconteceu na sexta feira de noite. Seus pais ficaram felizes , sua mãe ficou alegre, mas seu pai meio preocupado, pois ele sabia que mundo ta cheio de pessoas que gosta de enganar. Ele como filho unico viu  a felicidade e preocupação a ele, pois ser filho unico tem disso, em excesso.
 Na casa de Patrizia, ela acorda e vai da banho no cachorro dela, e fala para sua mãe do rapaz que ela teve a coragem de falar, na sexta a noite. Seu  ja tinha ido trabalhar. A reação da mãe foi normal, mas perguntou sobre ele, se ela viu que ele era um bom rapaz e tal. Patrizia falou pra sua mãe sobre ele e viu que era um bom rapaz com boas intenções.
 No domingo, deu a hora, o "personagem" se arruma, faz a barba e coloca a melhor, roupa... Deu o horario e ele vai ao local. Chega primeiro ele senta num banco.
Na casa de Patrizia, quando  no mesmo tempo o "personagem" estava se arrumando, ela também, estava se arrumando e na parte de manhã tinha escrito uma carta, para dar a ele...

sábado, 26 de maio de 2012

A garota Perfeita por RJLF

Capitulo III


Patrizia, chega em casa, depois de escutar zuações de suas amigas, sobre o "personargem". Ela se toma outro banho e  vai para o quarto, na sua bolsa pega os contatos virtuais dele.
Equanto isso...
Ele estava falando para seu primo que mora no interio do estado de São Paulo, sobre a moça que teve atitude de chegar nele. Seu primo ficou feliz e preocupado póis conhecia seu primo, e o considerava como irmão. Ele advirtiu sobre ter cuidado e não ser apressado, para não sofrer e ter ilusões, e de ilusões ele entendia, pois teve uma que o deixou muito ruin.
No seu msn surge, a janela do email da Patrizia, logo ele fica contente e seu coração fica a bater  muito rapido, mais rapido que um caça de guerra.
Ele aviza se primo e seu primo começa a falar menos e deseja boa sorte e diz:
  " Primo, não inicia a conversa deixa ela começar de novo, como foi a pouco tempo atars na rua."Ele concorda, e depois de cinco minutos, abre-se a janela que diz:
  " Oieee"Ele logo responde:
 " Ola, tudo bom?"
 "Sim e vc? Demorei pra te add?"
 " Não, de forma alguma ^^"
  (Mas ele mentiu nessa hora)
 " Me desculpe, as minhas amigas demoraram um pouco pra chegar."
 " Okay, eu entendo! hehehehe"
 " Nossa vc é muito compreensivo XD."
 " Brigado, mas me fale sobre você..."
 "Bom não sie muito que falar, acho que somos iguais, pois ja entrei nas redes socias que vc me passou, e vi gostos e ate personalidade bem parecidas, temos diferenças, aliás, tem como me aceita la pra te espionar mais? kkkkkkkkk"
 " Hheheheeh desculpe, esqueci desse detalhe.... Vou add calma ai, ta?"
 " Okay  :P"

 Depois de uns quarenta segundos ele, add adiciona-la e  avisa:
 " Pronto Patrizia, ta aceita lá."
 " Brigada, demorou hein."
 " Me desculpe, sou meio lerdo nas coisas heheeheh"
 " Nossa, não achei sua idade, s enem me falou."
 " Eu tenho 24 anos e você?"
 " Tenho 21. Pouco nova que você mas diferença pouca né. :)"
 " Sim é mesmo hehe  XD, que tipo de musica ouve mais?"
 " De tudo, menos alguns estilos."
 " Quais seria?"
 " Rap e funk. E vc?"
 " Eu nem curto esses, mas repeito um pouco umas muiscas de rap, mas o Gabriel, O pensador, só ele. Eu sou ecletico e nem curto esses estilos que vc disse e axê, sou mais rock, msm , tipo NightWish, AcDc, Legião urbana e por ai vai.... Linkin Park e etc!"
 " Vejo que vc tem mesmos gosto que meu, gostei disso hehehe XD."
 " Sim, valeu, mas eu sou otaku e gamer..."
 " Legal, eu tbm :) XD XD."
 

terça-feira, 22 de maio de 2012

A Garota Perfeita

Capitulo II


_ Eu me chamo Patrizia Vera.
Diz ela um pouco cançada da corrida.
_ Prazer.
_ Que isso, eu te vi aquela hora ai vi que tava chato o posto e resolvi voltar, pois eu percibi algo diferente em você, seu olhar era meio familiar.
_ Como assim?
_ Bom , percibi que você também é igual a mim, tímido, vergonhoso, não é?
_ Sim, de fato, mas você parece ser menos tímida que eu, pois veio correndo ate mim...
_ Bom me desculpe, mas cansei de ser meio parada sabe, e resolvi toma uma atitude, quando te vi entende?
_ To começando a entender.
_ Então, você pode passar seu msn, numero de celular, perfil no facebook e no orkut...
_ Calma ai - ele diz rindo - agora vi que você é tímida, ta falando rapida demais.
_ Nossa. - ela faz cara de bico.
_ Eita, desculpe minha grosseria.
_ Desculpo, mas se passra que eu falei, tenho que volta para falar com minhas amigas e ir embora rapido.
_ Okay.
Ele passa seus contatos da vida conteporeanea, a modernidade, facilitando umas coisas. Ela memoriza o necessario e se despede dele e vai  de volto ao posto.
 O nosso "heroi", volta contente e feliz.
A Patrizia, encontra suas amiga e fala:
_ Consigui os contatos dele alguma de vocês me empresta um papel e uma caneta antes que eu esqueça?
Uma amiga lhe entrega uma caneta, e  aoutra um pedaço de papel que acharam nas suas respectivas bolsas.
Ela anota e  ela pede:
_ Vamos embora, quero adiciona-ló rapido e falar come ele.
Uma amiga pergunta:
_ Como ele é? Pois não é tão bonito né.
_ Eu achei ele bonito! Pois bem ele é legal, mas percibi que é desconfiado e igual a mim, mas muito timido, acho que na net deve se soltar, mais não é?
A outra amiga fala:
_ Pode ser amiga, mas cuidado, quietos e timidos pode se tornam os piores homens.
A outra que o chamou de feio, faz sinal positivo concordando com a outra acabou de dizer.
Patrizia, não liga muito, pois da turma ela sempre foi a diferente, via desenhos, e assitia anime e jogava um pouco, no pc dela. Ela ama rock, mas escuta de tudo, menos alguns generos, tolerava, pois as amigas dançava e escutava esses generos, como funk e axê, e conhecia gente que escutava um rap, que ela tapava os ouvidos só de ouvir primeiro toque.
O "personagem" chega feliz em sua casa, liga seu pc e entra, no msn e olha todo esperançoso se aparece o convite dela, e nada ainda. Seu sembante começa a mudar, começa a lembrar das frases do anime favorito que ele baixa e vê, o Naruto! Um quase otako completo lembra de todos animes que fala sobre solidão e etc e  agustia e ingratidão, e amor, mas ele lembra do atual anime que ta assistindo mais.
Ele começa a mecher em outras coisas e seu primo surge no msn e ele abre a janela e começa a falar que aconteceu....

sábado, 28 de abril de 2012

A Garota Perfeita por RJLF

A Garota Perfeita  por RJLF

 Introdução

 Essa é a estoria de  um rapaz normal, mas para a mioria que o conhece um diferente, pois não  possuia tantas qualidades e mas as que tinha era as mais preciosas e precisas. Ele fica na busca de saber o real motivo de estar aqui e e aprocura dos sonhos e atras da "garota perfeita".


Capitulo I


O "Personagem" depois que sai a aula de noite decidi fazer um caminho diferente. Toda sexta feira  a aula acaba mais cedo. Ele no meio do caminho pensa: "Bom acho que vou passar em frente ao posto  que lota de gente mas nem vou querer ficar lá, anda mais  sozinho e eu sou muito anti social."
Ele chega no posto e  compassos devagar olha o movimento,  alguns  caras meio metidos e , uns marginais repara nele, pois nosso  intripido personagem  não se veste na moda, as roupas que usa era ganhadas da mãe, e umas ainda ganhada da sua falecida avó. Mas ele tava com uniforme de escola, ai chamou mais atenção. Algumas garotas metidas tbm olharam pra ele, mas afim de esnoba e comenta com as amigas sobre ele e suas atitudes. Ele perceb varios olhares  que laçam sobre ele, mas decidi continuar, mesmo sabendo que a maioria dos olhares eram de julgo e desprezo sobre ele.
 Nosso personagem um rapaz de 21 anos e que ainda ta no ensino médio, sofre mais outra indiferença, ou seria diferença? Faltando pouco para acabar o caminho do posto, a frente dele ele ve  três garotas que  passa por ele, uma delas olha pra ele, mas seu olhar era um olhar não comun dos que tinham olhada a pouco , e sim um olhar de interesse mescrado com melancolia da parte dela. Ela a moça que o repara era linda, cabelos meios cacheados , castanhos e com mechas loiras, olhos comuns , castanhos claros, mas chamativo, da mesma altura que o personagem um pouco alta, mas diferença pouca, corpo esbelto de ombros largos e cintura fina e gadril na cimétria do ombro praticamente.
  Olha e com essa beleza que o repara, ele também,  sente seu coração palpitar, mas como pessimista pois a vida levou a ser assim, pensa:" Bom eu sou muito timido, e minhas chances com ela é nulas."
Decidir continuar a andar e ir para sua casa, ele olha pra traz e percebe que ela  estava olhar, uns segundos antes de ele fazer isso. Se rosto cora mais vermelho que um pimentão. E vai.
 Ele anda devagar pensando na garota, cada pasos ele lembra detalhe do rosto dela, a forma do nariz, a cor dos olhos,  as ondulaçoes do cebelo dela. Ele  ao virar uma esquina escuta passoas de tenis batendo ao chão apressado, percebe que a pessoa corre e vem em sua direção ele se assusta, mas não decidi olhar pra traz, mas ele sente um cutucar em sua costas e  ele viar meio assustado achando que fosse um bandido, mas ao seu espanto e muita felicidade, não era um bandido e sim a garota. Ela meia exasta da média corrida diz meio ofegante:
  _ Oii, tudo bem?
  _ Oii, sim e vc?
  _ Bom...... eu.... estou meio cansada da pequena corrida, pois queria te ver e pergunta seu nome - ela da uma risada tímida.
  _ Eu.. me chamo "Personagem".
 _ Prazer - diz ela - eu me chamo.....

quarta-feira, 4 de abril de 2012

Um conto de terror.

 Vou contar um conto de terror que invetei a anos, quando tava eu meus primos falando de fantasma. O conto que vou digitar aqui terá  alterações do original, melhorias por assim dizer.


 A casa mal assombrada por Rogerio José


 Um viajante anda pela estrada,  a chuva começa a cair, no meio do caminho ele encontra uma casa, velha. Ele decidir ir la para descançar da noite chuvosa. Mas no portão ele vê um aviso que diz:

      Cuidado quem ousou entrar aqui nunca saiu o mesmo. Aqui a verdade se mostra, e gera dor.
 Ele le acha uma bobagem e decidi ir na casa. Abre o portão, anda uns dez passos e chega e abre a porta da frente, ao entrar ele se assusta e ve que a casa que era feia por fora estava linda e mobiliada por dentro. Ele se senta no sofá, macio de coro legitimo de boi. Espera uns minutos e decidi ir na cozinha e la encontra toda comida que sonhou em comer. Come como se nunca tivesse comido na vida.
 O viajante cansado decidi dormir sobe na casa e entra num quarto e vai dormir. Ele vislumbrado com que ouve não se questiona a subita mudança da casa, que era uma velha casa e se trona nova ao entra nela. Depois d ealgumas horas acorda assutado e na sua frente ele vê um vulto que se forma em sua frente.
Ele com medo sai correndo, o vulto diz:
  _ Espere amor.
 A voz era  familiar, ele pensa: " não pode ser" - diz com duvida e assutado ainda mais.
 A voz que ele ouve era de sua amada que o deixo a muito tempo, e nunca mais soube dela. Ele decidi sair da casa pois isso ja basta para ele ver  que o anuncio era correto. Ao chegar na porta da frente de pois de um corredor, pega na maçaneta e gira para abrir, e ela não abre, o vulto cada vez mais se aproxima...
O viajante  pega uma cadeira e atira na  janela, que se quebra, mas em segundos volta a ser como era antes.
 O vulto chega por de tras e diz:
_ Amor não adianta fugir, a verdade sempre vai existir e se revelar uma hora.
_ O que você quer de mim - diz gritando.
_ Eu quero mostar que ouve comigo, quando você mentiu pra mim.
_ Mas você que me abandonou, eu não aguentei e virei um simples viajante. Não tenho culpa - grita e desfere socos no vulto, o soco transpaça, o tronco mau formado do vulto e  ele na costela dele sente uma dor como se tivesse tomado o murro que el deu no vulto.
_ Amor eu disse eu vim mostra a verdade, e ela gera dor lembra?
O viajante lembra do anuncio, enloquecido corre para cozinha. procura uma saida e nada encontra na sala a mulher que ele um dia amou esta la, com forma completa. Olhos arregalados ele começa a chorar e ela chega perto dele e diz:
_ Você irá ver a verdade amor. Tu me abandonas-te não fui eu, eu quis o melhor para nois dois, mas soube que você fugiu, de tristeza acabei me suicidando por sua culpa.
Ela começa o enforcar ele, deseperado começa falar com dificuldade:
_ Eu não aguentei ficar na mesma cidade.
 Ela com raiva o enforca mais. desesperado ele da um chute na barirga dela que transpaça, mas nada acontece com ela, ele sente a dor na barriga comos e tomasse o chute que desferiu.
Ele entende o que leu na entrada, começa a se ferir ela ela começa a sentir, depois de muitos ferimentos que ele causou ele cai no chão, e de repente a casa que era nova ficou velha e sua amanda que ele abandonou um dia, sumiu e ele deixa um pequeno crusfixo e faz ma oraçãoe vai embora. Decidi volta para sua cidade e rever a propria familia e  da moça que um dia amou e o fez mostra a verdade. que não adianta fugir dos problemas que ele causou e sim enfrenta- los.